6.º Congresso SciComPT | 2018    – SciComPT 2018_ Programa completo (pdf)

Ciência: Aberta à Sociedade
Participação e Inclusão em Comunicação de Ciência

10-12 Outubro, Figueira de Castelo Rodrigo

Precisamos de envolver toda a sociedade em processos de investigação e inovação.
Comissário Europeu Carlos Moedas, Science Education for Responsible Citizenship Report, 2015

No mundo progressivamente mais interligado e competitivo em que vivemos, em que a investigação e o conhecimento tecnológico se encontram em constante expansão, é crescente o número de oportunidades e a complexidade dos desafios que surgem diariamente.

Os grandes desafios do século XXI exigem a necessidade de integrar o conhecimento e a experiência de diferentes atores sociais, bem como a utilização de metodologias mais inovadoras, eficientes e abertas. Para além disso, torna-se fundamental impulsionar a literacia científica e tecnológica para que os cidadãos possam participar de forma mais ativa em processos de tomada de decisão de base científica.

Este último aspecto é particularmente relevante no contexto europeu, onde foi demonstrado que as atividades do STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics) em instituições informais de educação científica, como museus ou centros de ciência, não são inclusivas: em geral, os participantes são provenientes da classe média mais abastada, de origens etnicamente dominantes e moram em áreas urbanas. Torna-se, portanto, vital elaborar estratégias para ligar a ciência ao nível local, regional, nacional, europeu e internacional, a fim de equalizar as oportunidades educativas para os cidadãos, independentemente de sua localização geográfica ou contexto socioeconómico.

Qual o papel da Comunicação e Educação de Ciência na sociedade? Como podem os Comunicadores de Ciência contribuir para aproximar a ciência e as diferentes áreas da sociedade? Como é que a participação e a inclusão podem ser tratadas pela Comunicação de Ciência, e contribuir para a construção do conhecimento e de justiça social

Co-organização:

 


Localização

Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda.

Comunicação dos resultados: Novo prazo: 06 de Agosto. 

Inscrição (10-12 Out)*: 
– Custo normal = 50€
– Custo reduzido = 40€ (Estudantes, Membros da AECC e Membros da AGCCCT).

*O registo no congresso inclui a quota correspondente de associado SciComPT para o ano 2018.
Caso deseje inscrever-se no congresso mas não pretenda associar-se à rede SciComPt (o preço de inscrição não sofre alterações), por favor, assinale no formulário a opção “Quero registar-me no congresso mas não quero ser sócio/a da Rede SciComPt.”
 
 

Banquete SciComPT (10 Out) = 10€

Workshops (13 Out) 
sócios Rede SciComPT = 5€
não-sócios = 20€

PAGAMENTO – DADOS BANCÁRIOS
O pagamento da inscrição deve ser efectuado por transferência bancária para o IBAN PT50.0033.0000.45464535157.05

comprovativo do pagamento deverá ser enviado para o email scicompt18@plataforma.edu.pt com o seguinte título:
SciComPt 2018 + NOME PARTICIPANTE

Para estudantes, por favor, enviar cópia de cartão de estudante junto com o comprovativo de pagamento.


Dados Fiscais SciComPT
Associação de Comunicação de Ciência SciComPt
Rua António Costa Viseu, número 115, 1º esquerdo, traseiras, Rio Tinto,
NIF 513311319

Prazo para inscrição: 01 de outubro

Babysitting
Durante os dias do Congresso, serão providenciados serviços de babysitting durante o período das 09:00 às 17:00, pela Fundação D. Ana Paula Águas Vaz de Mascarenhas e Garcia e Dr. Álvaro Augusto Garcia.
Os custos associados a este serviço não estão incluídos na inscrição e serão disponibilizados em breve. 
Caso pretenda usufruir deste serviço, por favor, indique-o no formulário de registo. 

SciComPT 2018_ Programa completo (pdf)

Oradores confirmados


Ana Godinho | @apmfgodinho | CERN | Suiça

Título: A comunicação de ciência num laboratório internacional | Plenária I, 10 outubro, 16h
BIO: Coordenadora do Grupo de Education, Communications & Outreach no CERN – Laboratório Europeu de Física de Partículas. Com um doutoramento em Neurobiologia do Desenvolvimento pelo King’s College London, e Masters (MSc) em Science Communication pela Open University, Ana Godinho foi antes Coordenadora do Gabinete de Comunicação na Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT; 2012-2016), Coordenadora do Gabinete de Science Communication and Outreach no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC; 2008-2012), Scientific Communication Officer no Institute for Stem Cell Research na Universidade de Edimburgo, e Scientific Communication Officer no Instituto Gulbenkian de Ciência. Ana Godinho tem diversos anos de experiência profissional em comunicação de ciência com o público, escolas e media. Além das responsabilidades de comunicação institucional, desenvolveu e criou vários projetos de comunicação e outreach e participou também em vários projetos de educação não formal, desde o ensino pré-escolar até ao ensino secundário, e é co-autora de diversos artigos e um de um livro sobre ciência para crianças.
 


Luisa Massarani | @LuisaMassarani | Fiocruz e Instituto Nacional de Comunicação da Ciência e Tecnologia | Brasil

O estado da arte da divulgação científica na América Latina | Plenária II, 11 outubro, 14h
BIO: Jornalista de ciência e investigadora na área de divulgação científica, atualmente a trabalhar na Fundação Oswaldo Cruz, no Núcleo de Estudos da Divulgação Científica do Museu da Vida. É Honorary Research Associate do Department of Science and Technology Studies da University College London. É coordenadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia (INCT-CPCT) e líder do grupo de investigação “Comunicação e Sociedade” no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Pesquisas (CNPq), orgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) do Brasil. É membro do Comité Científico na rede PCST (Public Communication of Science and Technology), coordenadora do SciDev.Net (www.scidev.net) para a América Latina e Caribe e diretora Executiva da Red Pop-UNESCO, a rede de divulgação de ciência e da tecnologia para a América Latina e Caribe. Em 2016, recebeu o Prémio José Reis de Divulgação Científica, em reconhecimento da sua contribuição para a divulgação da ciência, tecnologia e inovação”. Em 2015, recebeu o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia, devido ao seu papel na criação de uma rede de comunicadores e investigadores de comunicação científica na América Latina.
 
 


Antonio Calvo Roy | @Calvoroy | Asociación Española de Comunicación Científica | Espanha

Periodismo científico, una especialidad para el siglo 21 | Plenária III, 12 outubro, 9h
BIO:
 
Jornalista de ciência, Presidente da Asociación Española de Comunicación Científica e Diretor de Comunicação da Universidade Nebrija.
Entre 1982 e 1992, colaborou em diferentes revistas e jornais, escrevendo quase sempre sobre política científica, ciência, meio ambiente e saúde. Trabalhou nos gabinetes de imprensa do Ministério da Agricultura, da Secretaría Geral de Energia e do Conselho de Segurança Nuclear. No ano 2000, criou a empresa de comunicação científica e ambiental Divulga. Foi ainda o diretor de comunicação da Red Eléctrica de Espanha. É autor dos livros ‘Antártida, la catedral del hielo’, (McGraw-Hill, Madrid, 2000); ‘Cajal, triunfar a toda costa’ (Alianza Editorial, Madrid 1999); ‘Lucas Mallada, biografía de un geólogo regeneracionista’ (CAM, Madrid, 2000); e ‘Odón de Buen: toda una vida’ (Ediciones 94, Zaragoza, 2013). Em colaboração com Ignacio Fernández Bayo, publicou ‘Una historia de 20 años. CSN 1980-2000’ (Consejo de Seguridad Nuclear, Madrid, 2000); ‘Enchúfate a la energía’ (Editorial SM, Madrid 2001) y ‘Misión verde: ¡salva tu planeta!’ (Editorial SM, Madrid 2002).
 
 

Pré-Congresso | 09 de Outubro
Convidamos os participantes do SciComPT a propor e implementar actividades de comunicação de ciência junto da comunidade local, que poderão acontecer em escolas, lares, bibliotecas, cafés, ar livre. Se estiverem interessados em dinamizar uma actividade, enviem-nos a vossa proposta através do formulário de registo.
As propostas poderão ser enviadas até ao dia 1 de outubro. Após a submissão das propostas, a Comissão Organizadora efetuará a coordenação com as entidades locais.As propostas serão seleccionadas de acordo com os interesses e disponibilidade de ambas as partes (proponentes e entidades locais).

Pós-Congresso | 13 de Outubro 

Workshops | 13 de Outubro | 09:00 – 13:00 | (ver separador Workshops)

W1 | Introdução ao Design Visual para Comunicadores de Ciência | João T. Tavares |  Gobius
W2 | Falar em Público | José Vitor Malheiros
W3 | Arte e Ciência | Jan Swierkowski | Universidade Católica Portuguesa & Instytut B61
W4 | Twitter y Redes Sociales – Redes Sociais e Comunicação de Ciência | Óscar Menéndez | AECC

  • Notas:
    W3 – língua inglesa.
    W4 – língua espanhola.
  • Custo (extra-congresso):
    Sócios Rede SciComPT – 5€
    Não-sócios – 20 €

Inscrição através do formulário de registo.

Saídas de Exploração da Região | 13 de Outubro (ver separador Visitas Região)

Registo – Inscrições Abertas

Formulário para registo no SciComPT2018.

 

Datas Importantes

Prazo para inscrições no Congresso: 01 de Outubro.

Este ano, o SciComPt 2018 será em Figueira de Castelo Rodrigo.

Haverá sessões no Pavilhão de Desportos e na Escola-sede do Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo.

Como chegar? 

De carro

A forma mais fácil de chegar a Figueira de Castelo Rodrigo é de carro.

Distâncias a:
Lisboa = 370 km
Porto = 238 km
Coimbra = 189 km
Faro = 588 km
Bragança = 140 km
Tui (ES) = 314 km
Salamanca (ES) = 154 km

O Via Michelin é uma ferramenta útil para planear a sua viagem, onde poderá simular o preço da viagem conforme o trajeto, tipo de combustível, portagens.

Transportes públicos

Comboios e Autocarros viajam até às estações da Guarda ou do Pocinho.

Informações sobre percurso e horários:

Uma vez que os transportes públicos entre a Guarda/Pocinho e Figueira de Castelo Rodrigo (FCR) são limitados (horários aqui) a Comissão Organizadora providenciará transporte entre as estações de comboio da Guarda e do Pocinho e Figueira de Castelo Rodrigo nos horários indicados abaixo.

(ATENÇÃO: horários actualizados / setembro 2018)

IDA
10 OUTUBRO
Estação de Comboios da Guarda -> FCR: 12h00 (Chegada do IC vindo de Lisboa às 11h51)
Estação de Comboios do Pocinho -> FCR: 12h45 (Chegada do IR vindo do Porto às 12h36)

REGRESSO
12 OUTUBRO
FCR -> Estação de Comboios da Guarda: 16h00 (IC com destino a Lisboa às 18h07)
FCR -> Estação de Comboios do Pocinho: 16h00 (IR com destino ao Porto às 17h21)

13 OUTUBRO
FCR -> Estação de Comboios da Guarda: 16h00 (IC com destino a Lisboa às 18h07)
FCR -> Estação de Comboios do Pocinho: 16h00 (IR com destino ao Porto às 17h21)

Caso pretenda usufruir deste transporte, por favor indique as suas opções no formulário de registo.

Onde ficar? 

Aqui poderá encontrar uma lista com alojamentos locais.

Dada a oferta limitada de alojamento local, aconselhamos os participantes a efetuarem as reservas com a maior antecedência possível.

Partilha de alojamento
Existe a possibilidade de partilhar quarto com participantes do SciComPt 2018.
Neste caso, a Comissão Organizadora efectuará a reserva de quartos e respetivo emparelhamento. Caso pretenda optar por esta modalidade, por favor indique-o no formulário de registo.

Workshops | Dia 13 de Outubro de 2018 | 09:00-13:00
Preço sócios Rede SciComPT = 5€ | Não-sócios = 20€
Inscrição no formulário de registo no Congresso SciComPT 
Cada participante poderá inscrever-se em apenas um workshop.

W1
 | Introdução ao Design Visual para Comunicadores de Ciência | João T. Tavares |  Gobius
W2 | Falar em Público | José Vítor Malheiros
W3 | Arte e Ciência | Jan Swierkowski | Universidade Católica Portuguesa & Instytut B61 (*em língua inglesa) 
W4 | Twitter y Redes Sociales – Redes Sociais e Comunicação de Ciência | Óscar Menéndez | AECC (*em língua espanhola) 

Workshop 1 | Introdução ao Design Visual para Comunicadores de Ciência | João T. Tavares 

Bio: João T. Tavares nasceu em Lisboa em 1977 e ingressou na licenciatura de Biologia na Universidade de Évora em 1995, devido ao seu fascínio pela biodiversidade. A partir de 1996, começou a desenhar para pequenas publicações de Educação Ambiental enquanto voluntário no Centro de Iniciação ao Ambiente, e frequentou a cadeira de Introdução à Ilustração Científica no mesmo ano. Entretanto, publicaram-se alguns livros de Educação Ambiental com as suas ilustrações (incluindo uma banda desenhada sua, Uma História à Espera De Um Final FelizUm Roteiro com as Aves do AlentejoManual de Práticas Ambientais e Dicionário Infantil de Ambiente). Em 2008, co-fundou a empresa GOBIUS Comunicação e Ciência, onde desenvolveu e aplicou em múltiplos projectos e serviços as suas competências como ilustrador e designer gráfico. O seu trabalho como ilustrador e criador de infografias foi publicado na revista da NGS Portugal e noutras publicações de âmbito científico (Microbiology and Molecular Biology Reviews, periódico do EMBL) e não só (Aves dos AçoresMamíferos de RedondoAs Aventuras de Manchas & Bui). No âmbito do design gráfico, trabalhou na identidade visual de diversos projectos, entidades e exposiçõeslivros, brochuras, posters e muitos outros materiais de divulgação. Desde há alguns anos, tem feito algumas apresentações e workshops de ilustração e introdução ao design visual para cientistas e comunicadores de ciência.
 
Resumo: Abordagem introdutória ao design gráfico e visual, falando de alguns conceitos básicos que ajudarão o participante a delinear e avaliar melhor projectos de design gráfico, como margens e espaçamento, tipografia, cor. Falar-se-á de logomarcas e de identidade visual para projectos, e ainda da utilidade da ilustração (científica) como elemento de comunicação visual. Dar-se-ão informações úteis e uma grande quantidade de exemplos práticos.
 

Workshop 2 | Vou ser muito breve!…” ou Como falar em público para o público 

Bio: José Vítor Malheiros é consultor de Comunicação de Ciência. Foi jornalista durante a maior parte da sua vida profissional, tendo trabalhado no semanário Expresso e no diário Público, do qual foi um dos fundadores. Dedica-se ainda à formação de jornalistas e ao ensino de Jornalismo e de Comunicação de Ciência.
Resumo: informações em breve
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Workshop 3 | Arte e Ciência (*workshop em língua inglesa)

Bio: Jan Świerkowski (Szczecin, 14 de Maio de 1984) é um astrónomo polaco, promotor de ciência e curador de projetos que combinam ciência e arte. É criador, líder e curador do “ensamble” artístico-científico Instytut B61.
Em 2010, Świerkowski formou-se em astronomia na Universidade Nicolaus Copernicus, em Toruń (Polónia), da qual é agora embaixador honorário. Em 2009, criou o Instytut B61 – um “ensemble” de artistas e cientistas internacionais – no contexto do Ano Internacional da Astronomia, UNESCO. Como parte da atividade do grupo, Świerkowski criou cerca de 20 espetáculos e projetos, tanto na Polónia como fora, que combinam ciência e arte. Vários artistas de renome têm vindo a colaborar com o grupo, nomeadamente Tomasz Stańko, Stanisław Tym, Michał Urbaniak e Organek.
Em 2012, tornou-se o curador do projeto artístico internacional Cosmic Underground, co-financiado pela Comissão Europeia como parte do programa Cultura 2007-2013. O projeto, inspirado na Teoria da Relatividade de Albert Einstein, levou vários artistas da Polónia, Letónia, Estónia e Portugal a viajar durante dois meses de comboio, parando em estações de diversas cidades europeias. Um espetáculo site-specific sobre as aventuras do cientista Joseph Brewster, que estuda questões relacionadas com a passagem do tempo, e que atraiu cerca de 20.000 espectadores desde Tallinn até Lisboa e Guimarães.
Em 2013, Świerkowski recebeu uma bolsa de estudos do Ministro da Cultura e Património Nacional da Polónia. No mesmo ano, em colaboração com o rapper polaco L.U.C, criou o videoclipe “Bosão de Higgs” para promover a exposição “O Universo e as Partículas” no Centro de Ciência “Copernicus” em Varsóvia.
Em 2014, organizou e foi curador do primeiro Festival de Cultura Polaca em Portugal. O espetáculo “A Evolução das Estrelas”, dirigido por Świerkowski, foi exibido, entre outros lugares, no Festival “The Story of Space” em Panjim, Goa. Desde 2016, Świerkowski é membro do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura, em Lisboa, e é bolseiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Świerkowski é ainda o presidente do Cluster Brewster na Província de Cujávia-Pomerânia, Polónia – uma associação de cerca de 20 entidades de vários setores: empreendedores, organizações não-governamentais, artistas e Universidade Nicolaus Copernicus. O Cluster Brewster está focado em apresentar e introduzir, tanto no mercado como nas entidades que o constituem, produtos digitais inovadores, a ser desenvolvidos de acordo com as mais novas tendências em Tecnologias da Informação. Em 2018, Świerkowski foi premiado com o título de Promotor da Ciência do Ano 2017 na categoria de Líder de Atividades pela Agência de Imprensa Polaca e pelo Ministério da Ciência e do Ensino Superior da Polónia.
 
Resumo: informações em breve
 
 
 

Workshop 4 | Twitter y Redes sociales (*workshop em língua espanhola) 

Bio:Óscar Menéndez é especialista em comunicação através de redes sociais. Na sua empresa Explora Proyectos realizou inúmeras consultorias e workshops destinados a melhorar a presença nas redes sociais de empresas como a Rede Eléctrica Espanhola, La Caixa ou ASEBIO, e de universidades como a Universidade de Burgos, a Universidade de Córdoba ou o Departamento de Saúde da UCM. É fundador da Ciencia en Redes – o principal evento de comunicação de ciência, meio ambiente e saúde nas redes sociais, que depende da Associação Espanhola de Comunicação Científica (AECC) e que dirige desde o seu nascimento em 2012.
Comunicador de ciência, foi colaborador habitual de meios de comunicação como o El País, El Mundo, Público, Muy Interesante ou Quo e exerceu também funções de comissário e vice-comissário de múltiplas exposições para museus de ciência. Publicou dois livros de divulgação “¿Están seguros de que hace millones de años éramos simios? y otras preguntas infantiles” (2008) e “Bajo la estirpe de Hypatia. Científicos que cambiaron el mundo” (2009). É anfitrião do espetáculo La Ciencia de los Bares e do Cómete el Museo no Museu Nacional de Ciências Naturais de Madrid e no CosmoCaixa de Barcelona, bem como outros projectos de comunicação informal de ciência. É dono da empresa de comunicação de ciência Explora Proyectos e diretor executivo da direção da Associação Espanhola de Comunicação Científica.
+34 649 16 16 01 –oscar@menendez.name@omenendez
 
Resumo: 

Nunca foi tão fácil comunicar ciência. Nunca foi tão difícil viver disso. As redes sociais permitiram que qualquer pessoa interessada se converta em emissor e isso afetou a função social do jornalista e, claro, o seu sustento económico.
É possível ser jornalista ou comunicador de ciência e não ter, por exemplo, um perfil de Twitter? Parece impossível mas é demasiado comum ver comunicadores que viram as costas às redes sociais, seja diretamente com a sua ausência ou com uma presença através de perfis pouco elaborados e sem qualquer interatividade.
Neste workshop tentaremos ver as melhores práticas para estar no Twitter e todos os recursos que esta rede e os seus membros oferecem a um comunicador de ciência.

Resumen: Nunca ha sido tan fácil comunicar ciencia. Nunca ha sido tan difícil vivir de ello. Las redes sociales han permitido que cualquier persona interesada se convierta en emisor y eso ha afectado a la función social del periodista y por supuesto a su sostén económico.
¿Es posible ser periodista o comunicador de ciencia y no tener, por ejemplo, un perfil en Twitter? Parece imposible pero es demasiado común ver a comunicadores que dan la espalda a las redes sociales, bien directamente con su ausencia o bien con su presencia mediante perfiles poco elaborados y sin ninguna interactividad.
En este taller, intentaremos ver las mejores prácticas para estar en Twitter y todos los recursos que esta red y sus miembros ofrecen a un comunicador científico.

Visitas de Exploração da Região | 13 outubro – Formulário de inscrição

Nota: A inscrição para as visitas de exploração é efetuada em formulário próprio e o pagamento é efetuado na chegada ao Congresso SciComPT2018

Visita 1 – Visita guiada às Ruínas do Castelo de Monforte de Ribacôa, Bizarril, Figueira de Castelo Rodrigoorganizado por Ribacvdana – Associação de Fronteira para o Desenvolvimento Comunitário.

Horário:
09:00-13:30 ou 13:30-18:00

Nota: A visita ocorrerá em apenas um dos horários acima. O horário da visita dependerá da disponibilidade da maioria dos participantes.
Apenas caso o número de inscrições o justifique, é que a visita poderá vir a acontecer nos dois horários.

Ponto de encontro: Pavilhão dos Desportos de Figueira de Castelo Rodrigo.

Percurso*:
Viagem em autocarro até à Ermida da Nossa Senhora de Monforte.
Subida a pé até ao Castelo de Monforte de Ribacôa
Almoço Comunitário na aldeia do Bizarril, pelas 12:30.
Viagem em autocarro até ao Pavilhão dos Desportos de Figueira de Castelo Rodrigo.

*Nota: percurso corresponde ao horário da manhã; caso a visita aconteça no período da tarde, o percurso será ajustado. 

Valor da inscrição: 5 € (inclui almoço)

Acessibilidade: subida até ao castelo com dificuldade moderada.
Aconselha-se o uso de calçado e vestuário adequado a caminhada.

Visita 2 – Visita guiada à Reserva da Faia Bravaorganizada por Associação Transumância e Natureza

Horário: 9:00-12:30 ou 14:00-17:30

Nota: A visita ocorrerá em apenas um dos horários acima. O horário da visita dependerá da disponibilidade da maioria dos participantes.
Apenas caso o número de inscrições o justifique, é que a visita poderá vir a acontecer nos dois horários.

Ponto de encontro: Pavilhão dos Desportos de Figueira de Castelo Rodrigo.

Percurso:
Viagem em autocarro até à entrada sul da reserva.
Percurso a pé, de cerca, de 6 km (“Trilho dos Biólogos”)
Viagem em autocarro até ao Pavilhão dos Desportos de Figueira de Castelo Rodrigo.

Valor da inscrição: 5 €

Acessibilidade: percurso a pé com dificuldade moderada.
Aconselha-se o uso de calçado e vestuário adequado a caminhada.

Visita 3 – Visita guiada à Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigoorganizada por Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo

Horário: 11:00-12:00 e 15:00-16:00

Nota: A visita acontecerá em ambos os horários.

Ponto de encontro: Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo (mapa)

Percurso:

Visita à Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo, onde o visitante terá a possibilidade de visualizar todo o processo produtivo, acabando a visita com uma degustação vínica de 3 vinhos.

Valor da inscrição: 3.70 €

Acessibilidade: percurso a pé fácil.